Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Sudene e deputado federal avaliam propostas para desenvolvimento regional

Escrito por Agnelo Câmara | Criado: Terça, 07 de Maio de 2019, 15h09 | Publicado: Terça, 07 de Maio de 2019, 15h09

Deputado Raul Henry (MDB - PE) trouxe dados e informações sobre a região do Nordeste que possam ser utilizados na elaboração do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE).

20190507 raulhenry sudene materia Foto: Ascom (Sudene)


O deputado federal Raul Henry esteve na Sudene nesta segunda-feira (06) para apresentar ao Superintendente desta Autarquia, Mário Gordilho, dados e informações sobre a região do Nordeste que possam ser utilizados na elaboração do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE).

O parlamentar apresentou o que intitulou de “voo panorâmico sobre o Nordeste”, ressaltando que, apesar de todos os dados, muitas vezes desfavoráveis, a região é uma “terra de oportunidades”. As desigualdades regionais ainda são marcantes e trazem consequências que perpassam diversas áreas, como sociais e econômicas. São mais de 25 milhões de nordestinos que vivem abaixo da linha de pobreza e registro do PIB abaixo do crescimento observado no País.

Henry destacou alguns setores que apresentam potencial de crescimento na região, como a fruticultura irrigada e vitivinicultura, no Vale do São Francisco; a avicultura, que promove 450 mil empregos no Nordeste, sendo registrada uma produção de ovos de 25 milhões por dia, totalizando 20% da produção do Brasil. Foi destacada também a importância a caprinovinocultura para a economia da região, registrando a presença de 93% dos caprinos do Brasil e 65% dos ovinos, proporcionando uma comercialização de aproximadamente R$ 700 milhões.

O polo de confecções também é um diferencial da região nordestina, tendo como destaque o estado de Pernambuco, que possui o segundo maior polo do Brasil, como ênfase à região do agreste. A produção de calçados também é diferenciada na região, que se apresenta como maior produtor do País, sendo o Ceará e a Paraíba responsável por 45,98% da produção nacional. O parlamentar também mencionou áreas como a siderurgia, indústrias naval e automotiva, petroquímica, turismo, pecuária, indústria sucroenergética e apicultura como importantes para a região e com potenciais de alavancar a economia local.

A produção de energias renováveis e também a indústria de equipamentos relacionados a esse setor também foram lembradas como um grande diferencial do Nordeste, que possui uma capacidade de produção maior que a do Brasil.

Raul Henry frisou que o papel do Estado na promoção do desenvolvimento regional seria a busca pela integração nacional, pactuando e integrando o orçamento, otimizando assim a aplicação do recurso público. O parlamentar citou casos de sucesso nessa busca pela coesão nacional, como a Alemanha, a China, Itália e EUA, que promoveram políticas públicas que pudessem compensar o desenvolvimento de algumas regiões, em detrimento das demais localizadas no respectivo país.

Para Henry, o Estado deve atuar em três frentes: capital humano, infraestrutura e apoio institucional e sistema de incentivos econômicos. Em relação ao capital humano, o parlamentar aposta na elaboração de um programa específico para o Nordeste que promovesse a educação básica em tempo integral, com a utilização de recursos do FDNE/FNE para esse fim. As escolas técnicas seriam voltadas para as vocações regionais, o empreendedorismo e a difusão tecnológica. Em relação à infraestrutura hídrica, Henry pontua como importante a reativação, conclusão e expansão dos projetos de irrigação; revitalização do rio São Francisco; programa de perfuração de poços com dessalinizadores movidos à energia solar para atendimento às populações isoladas.

O deputado federal comentou também a importância da realização de parcerias com a iniciativa privada, através da realização de concessões e PPPs, para áreas relacionadas a portos, ferrovias, rodovias, energia e telecomunicações. Frisou a necessidade de licitar novas linhas de transmissão para atender os investimentos em energia solar e eólica e a realização de projeto de energia solar para viabilizar a transposição do rio São Francisco.

No tocante ao apoio institucional, Raul entende que se deve fortalecer o papel do BNB/FNE junto às pequenas e médias empresas e a promoção de um maior apoio institucional e incentivos econômicos às atividades produtivas.

Em relação ao Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste, o deputado avaliou que o trabalho da Sudene apresenta vários pontos em comum quando comparado com as propostas apresentadas pelo parlamentar. Raul Henry ressaltou positivamente as visitas feitas pelo Superintendente da Sudene aos governadores da sua área de atuação e finalizou o encontro enfatizando a importância de se integrar o Nordeste ao restante do País, aproveitando as riquezas e potenciais da região.

 

---

Assessoria de Comunicação Social e Marketing Institucional

Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste
(81) 2102-2102
ascom@sudene.gov.br
Siga nossas redes sociais: @sudenebr

Fim do conteúdo da página