Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

FDNE pode apoiar projetos da indústria de defesa

Escrito por Assessoria de Comunicação (Sudene) | Criado: Sexta, 07 de Abril de 2017, 16h01

O assunto vem sendo debatido entre a Sudene e o Ministério da Defesa.

Foto: Sgt Manfrim/Ascom-MD

20170407 ladd FDNE defesa

O ministro Raul Jungmann (centro da foto) e o superintendente Marcelo Neves (a esquerda) recebendo convidados da LAAD.


A convite de Raul Jungmann, que comanda a pasta, o superintendente da Sudene, Marcelo Neves, participou da 11ª edição da LAAD – a mais importante feira sobre segurança e defesa da América Latina – que teve início no dia 04 de abril e está sendo encerrada hoje (07). Os dois gestores se reuniram durante o evento para discutir sobre a descentralização da indústria de defesa e o acesso das empresas do setor aos Fundos de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) e Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Marcelo Neves considera o financiamento a esses projetos estratégico, pois irá atrair investimentos da indústria tecnológica para a área de atuação da Autarquia (que engloba os nove estados do Nordeste e parte de Minas Gerais e Espírito Santo), “impulsionando o fortalecimento do parque tecnológico da Região, gerando emprego, renda e desenvolvimento”. Será agendado para os próximos dias um encontro entre as equipes técnicas da Sudene e do Ministério, quando serão definidos os passos para viabilizar o apoio dos Fundos.

A feira reúne 170 delegações, mais de 600 marcas expositoras e um número superior a 35 mil visitantes, contando com a participação expressiva da cadeia produtiva industrial – nacional e internacional – de todos os elos da defesa e segurança, de acordo com informações do Ministério da Defesa. Os estandes expõem projetos estratégicos das Forças Armadas, como o PROSUB (Programa de Desenvolvimento de Submarinos), da Marinha; o SISFRON (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras), do Exército; e o F-X2, da Força Aérea, que vai equipar a FAB com caças Gripen NG, desenvolvidos em parceria com a Suécia e a empresa Embraer.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página