Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Rio Grande do Norte

Eventos discutem tecnologias e ações para o semiárido

Escrito por Assessoria de Comunicação (Sudene) | Criado: Terça, 08 de Agosto de 2017, 16h41 | Publicado: Terça, 08 de Agosto de 2017, 16h43

Agropec Semiárido e o V Congresso Brasileiro de Palma foram realizados em Parnamirim, no Rio Grande do Norte.

Foto: Alexandre Gusmão (Sudene) / Acervo pessoal

A foto mostra várias pessoas sentadas em cadeiras acompanhando uma palestra durante evento.

Debates, exposições e intercâmbio de ideias para o semiárido marcaram os eventos. 


20170808 agropec congressopalma materia foto2Foram dois dias de debates, paineis e exposições sobre um tema estratégico para as ações da Sudene: semiárido. A Autarquia foi uma das instituições que marcaram presença no Agropec e do V Congresso Brasileiro de Palma, eventos que aconteceram ontem (07) e hoje (08) no município de Parnamirim, região metropolitana de Natal (RN). Participaram, pela Sudene, o diretor de planejamento e articulação de políticas, Alexandre Gusmão, e os engenheiros agrônomos Aildo Oliveira e Marcelo Saiki.

Considerado o maior evento do agronegócio do semiárido, o Agropec é uma realização das Federações de Agricultura e Pecuária do Nordeste, em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuário do Brasil (CNA), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Sebrae. A vasta programação do evento incluiu desde ações de inovação no agronegócio a técnicas de manejo de culturas e nutrição animal. Agentes públicos, empresários, produtores rurais, cooperativas e pesquisadores estiveram presentes ao evento.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, esteve presente ao evento e, entre outros assuntos, comentou sobre a decisão do Conselho Deliberativo da Sudene em ampliar a delimitação do semiárido brasileiro com a inclusão de 54 novos municípios. “Uma grande vitória, pois abrem-se precedentes para que outras cidades que não foram incluídas possam solicitar essa inclusão”, avaliou. Helder Barbalho apresentou, ainda, ações da pasta para minimizar os efeitos da estiagem que castiga a região, destacando o Projeto de Integração do São Francisco, o Programa Água para Todos e a Operação Carro-Pipa Federal. Saiba mais.

PALMA EM DEBATE

Considerada pela Sudene uma alternativa para manter ativas parte cadeias produtivas do semiárido – mesmo nos períodos de seca, a palma também foi destaque nos dois dias de evento. O V Congresso Brasileiro de Palma e outras Cactáceas, que ocorreu paralelo ao Agropec, trouxe novos conhecimentos técnicos de profissionais que atuam com produção, manejo e agronegócio destes vegetais.

Durante as exposições, o diretor de planejamento e Articulação de Políticas da Sudene, Alexandre Gusmão, lembrou da criação da Rede Palma, aprovada no último dia 27 durante a 21ª reunião do Conselho Deliberativo da Autarquia. Relembre no vídeo abaixo o evento de lançamento da Rede Palma na Sudene.

O gestor reiterou a importância do vegetal para a região. “Comparada com outros volumosos a Palma forrageira é extremamente viável ao produtor do semiárido, seja pelas suas características de adaptabilidade climática, seja pela sua importância como forragem na alimentação e suporte para a pecuária do semiárido”, afirmou.

 

Assessoria de Comunicação Social e Marketing Institucional
Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste
(81) 2102-2102
ascom@sudene.gov.br
www.sudene.gov.br
Siga nossas Redes Sociais: Facebook | Twitter | Instagram | Youtube | Flickr | Soundcloud

Fim do conteúdo da página