Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Parceria

Sudene atua em prol da palma forrageira

Escrito por Assessoria de Comunicação (Sudene) | Criado: Sexta, 03 de Novembro de 2017, 12h38

A Autarquia formou uma parceria com a CNA para combater a praga que afeta o vegetal.

Foto: Ascom/Sudene

Superintendente Marcelo Neves e técnicos da Autarquia sentados à mesa, na sala de Reuniões JK, durante a videoconferência. Ao fundo a televisão com imagens dos representantes da CNA.


O assunto foi debatido durante reunião por videoconferência, realizada na última quarta-feira (01), entre representantes da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Serão definidas estratégias e ações para o controle biológico da cochonilha do carmim, praga que ataca as plantações de palma forrageira na região do semiárido. Um caminho a ser seguido será o apoio ao desenvolvimento de herbicidas para ajudar no controle. A parceria entre as duas instituições será viabilizada através de um acordo de cooperação técnica.

O vice-presidente diretor da CNA e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (FAEPA), Mário Borba, afirmou que “Nos últimos anos, a cochonilha do carmim dizimou a palma, principalmente na Paraíba, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte. É um fato preocupante pela importância da palma forrageira para a pecuária do semiárido, pois é a base da alimentação para o gado”. O superintendente da Autarquia, Marcelo Neves, destacou a importância das ações em prol da palma para garantir a segurança alimentar animal, fortalecendo a pecuária, uma das mais importantes atividades para os agricultores familiares do semiárido brasileiro.

Ações da Sudene

A Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste entende que a palma pode ser um vetor de desenvolvimento econômico do semiárido e criou a Rede Palma, com o objetivo de aproximar segmentos envolvidos nos processos produtivos relativos à palma forrageira, fomentando o diálogo entre as instituições de desenvolvimento regional, universidades, pesquisadores e membros da iniciativa privada, para analisar cenários, propor ações e consolidar as potencialidades da cultura no semiárido brasileiro. A palma vem sendo apontada como uma alternativa para a alimentação animal nos períodos de estiagem. A Rede vai proporcionar o aprofundamento de questões sobre controle biológico, mecanização, linhas de financiamento e as diversas formas de utilização do vegetal, inclusive na culinária.

 

Assessoria de Comunicação Social e Marketing Institucional
Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste
(81) 2102-2102
ascom@sudene.gov.br
www.sudene.gov.br
Siga nossas Redes Sociais: Facebook | Twitter | Instagram | Youtube | Flickr | Soundcloud

Fim do conteúdo da página