Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Investimentos > Diretores da Sudene visitam fábrica da Jeep em Goiana (PE)
Início do conteúdo da página

Diretores da Sudene visitam fábrica da Jeep em Goiana (PE)

Escrito por Assessoria de Comunicação (Sudene) | Criado: Sexta, 31 de Março de 2017, 16h33 | Publicado: Sexta, 31 de Março de 2017, 16h47

Atual gestão foi conhecer de perto a produção de veículos e a estrutura física e administrativa do empreendimento.

Foto: Assessoria de Comunicação (Sudene)

20170331 visita Jeep materia foto1

Comitiva da Sudene acompanha apresentação no Communication Center da fábrica da Jeep. 

 

A direção da Sudene visitou, nesta sexta-feira (31), um dos principais projetos apoiados pelos instrumentos de ação da autarquia. A comitiva formada pelo superintendente Marcelo Neves, os diretores Alexandre Gusmão (Planejamento), Antônio Magalhães Ribeiro (Administração), Sérgio Wanderley (Fundos e Incentivos) e o chefe de Gabinete Marcus Calheira foram conferir de perto as instalações da fábrica da Jeep no município pernambucano de Goiana, distante 62 km da capital Recife. Os gestores, que ainda não conheciam pessoalmente o empreendimento, foram acompanhar a produção de veículos e a estrutura física e administrativa da Fiat Chrysler Automobiles (FCA).

Contando com investimentos de quase R$ 2 bilhões oriundos do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste – administrado pela Sudene, a fábrica da Jeep tornou-se um dos principais personagens pelo aumento das exportações em Pernambuco. Dados da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe) mostram que as vendas do estado para o exterior somaram US$ 190.576.102 (FOB) nos dois primeiros meses de 2017, o que representa alta de 231,49% em relação ao mesmo período do ano passado. O Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene) aponta que o complexo automotivo da FCA tem participação direta neste cenário.

Para o superintende Marcelo Neves, apoiar um empreendimento do porte da Jeep significa não apenas potencializar a economia do estado, mas mostrar ao país e aos investidores que o Nordeste é terra de oportunidades fecundas e duradouras. “A fábrica da Jeep é um grande investimento para todo o Nordeste. O que vimos aqui é uma fábrica moderna, equipada, e o que é melhor: com mão de obra nordestina. É a afirmação de que os instrumentos da Sudene, como o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste foi bem aplicado, gerando empregos e uma mudança no vetor econômico da região”, analisou.

Os números alcançados pela fábrica impressionam. A planta da Jeep em Goiana é o mais moderno empreendimento da FCA, ocupa área de 260 mil m2 e possui capacidade para produzir até 250 mil veículos por ano. O complexo produtivo instalado em Goiana possui, ainda, um parque de fornecedores que reúne 16 empresas que empregam, juntas, 5 mil trabalhadores. Somados à matriz, são quase 8 mil empregados. Segundo a Jeep, 90% dos profissionais são nordestinos. Chefe de operações financeiras do grupo FCA no Brasil, Gilson Carvalho explicou aos gestores que uma das preocupações do projeto é capacitar a mão de obra local, gerando impacto social significativo. Além disso, relembra que o grande desafio enfrentado pelo projeto foi transformar uma área de canavial em um projeto desta dimensão.

 FOTO: Ascom (Sudene)

20170331 visita Jeep materia foto4

Gilson Carvalho e o superintendente Marcelo Neves. 

 

O empresário lembrou que a participação da autarquia foi primordial para o sucesso do empreendimento. “A Sudene nos ajudou no desenvolvimento do projeto, com sua visão profunda de Nordeste, apoio financeiro e, principalmente, avaliando e entendendo a lógica do projeto para a região”, comentou.

FDNE

Dos mais de R$ 7 bilhões necessários para a implantação da fábrica da Jeep em Pernambuco, R$ 1,96 bilhão vieram do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE). A última liberação de recursos para o projeto foi feita em janeiro deste ano, totalizando pouco mais de R$ 123 milhões.

 FOTO: Ascom (Sudene).

20170331 visita Jeep materia foto3

Comitiva da Sudene no Espaço Jeep, na entrada do complexo fabril. 

 

MULTIMÍDIA

Ouça o boletim em áudio sobre a visita à Jeep:

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página