Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Articulação > Sudene e federações das indústrias estreitam laços
Início do conteúdo da página

Sudene e federações das indústrias estreitam laços

A ideia é formar parcerias e ampliar a implantação de projetos na área de atuação da Autarquia.

Foto: Divulgação/Fiern

Diretor de Planejamento da Sudene, técnico da autarquia, presidente da Fiern e mais dois representantes da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte sentados em uma mesa na própria federação, onde foi realizada a reunião


O primeiro passo dado nesse sentido foi uma reunião, realizada no começo da semana, entre o diretor de Planejamento da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, Alexandre Gusmão, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern), Amaro Sales de Araújo. Um desdobramento desse encontro será a realização de workshop, ainda neste primeiro semestre, sobre os instrumentos utilizados pela Sudene na atração de investimentos para a Região, gerando emprego, renda e desenvolvimento.

Alexandre Gusmão enfatiza que serão realizados seminários nos mesmos moldes em parceria com federações de outros estados. Ele fez uma explanação sobre o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) – voltado para infraestrutura e serviços públicos, focando em empreendimentos produtivos com grande capacidade germinativa de novos negócios e novas atividades produtivas; e os incentivos fiscais – que buscam estimular investimentos privados prioritários, atividades produtivas e iniciativas de desenvolvimento sub-regional. Os dois são administrados pela Sudene.

Números do FDNE e dos incentivos fiscais

Atualmente, o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste financia 37 empreendimentos na área de atuação da Sudene e conta com um orçamento de R$ 1,5 bilhão para 2017. Em 2016, a Autarquia aprovou 327 pleitos de incentivos fiscais que beneficiaram os nove estados do Nordeste, além de Minas Gerais e Espírito Santo. As empresas – que receberam os incentivos para instalar, modernizar, ampliar ou diversificar suas produções em municípios dessas unidades federativas – investiram cerca de R$ 16 bilhões na Região.

MULTIMÍDIA

Confira, a seguir, o boletim em áudio:

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página